Reprodução Humana

Menopausa Precoce


Os ovários são os responsáveis pelo sistema reprodutor e ao mesmo tempo pelo sistema endócrino feminino. No sistema reprodutor eles são responsáveis pela maturação e liberação dos folículos para serem fertilizados, já no sistema endocrinológico são responsáveis pelos hormônios sexuais femininos.

A mulher diferentemente do homem nasce com uma quantidade de óvulos limitada, intra-útero em torno de 6 a 7 milhões, no nascimento esse número cai para cerca de 1.000.000 (hum milhão), e na primeira menstruação esse número é bem menor cerca de 300.000 (trezentos mil), como a mulher não tem a produção de óvulos ao longo da vida, quando se aproxima dos 35 anos esse número é bem menor, já aos 40 anos em diante a reserva ovariana é ainda mais baixa, já o homem tem a produção de espermatozoide ilimitada independente da idade.

A maioria das mulheres entra na menopausa entre 45 e 55 anos. A menopausa precoce ocorre antes dos 40 anos e quando a mulher fica um ano ou mais sem menstruar. A menopausa precoce é considerada uma falência ovariana prematura (FOP) que consiste na perda temporária ou definitiva da produção de hormônios que acontece após a primeira menstruação e antes dos 40 anos de idade.

CAUSA DA MENOPAUSA

Não existe uma causa exata para a insuficiência ovariana, ela pode ocorrer por diversos fatores, como exemplo, anormalidades genéticas. Além desse, existem outros fatores que podem antecipar a menopausa, como a remoção dos ovários, alteração cromossomiais, drogas e toxinas, a realização de tratamentos contra o câncer, doença autoimune, como: lúpus, inflamações na tireoide, diabetes ou infecções virais.

SINTOMAS

Entre os sintomas de menopausa precoce podemos citar: Irregularidade menstrual; ausência de menstruação por mais de 3 meses; fogachos; suores noturnos; secura vaginal; alterações de humor; Infertilidade; Diminuição de desejo sexual; fadiga excessiva; insônia; perda de memória e irritabilidade.


DIAGNÓSTICO

As mulheres com menopausa precoce apresentam níveis elevados do hormônio FSH no sangue. O FSH é um hormônio liberado pela glândula hipófise, localizada na base do cérebro, que tem como função estimular os ovários a funcionar. Quando os ovários entram em falência, o cérebro responde aumentando a produção de FSH, numa tentativa desesperada de fazer os ovários voltarem a funcionar.

Além do FSH também é possível verificar se há produção de óvulos nas mulheres que atingem a idade acima dos 40 anos, o exame solicitado é o Hormônio Anti Mulleriano (HAM).

Para as mulheres com menos de 30 anos que entram na menopausa precoce normalmente é realizada uma análise de cromossomos.

TRATAMENTO

Após os diagnósticos, geralmente o tratamento é realizado através de reposição hormonal, pois essas mulheres apresentam mais riscos de desenvolver doenças cardíacas e osteoporose.

Apenas 5 a 10% das mulheres com menopausa precoce são capazes de ter filhos, essa chance aumenta com possibilidade maior de sucesso se os óvulos forem de doadoras (ovodoação).