Reprodução Humana

É possível engravidar com laqueadura?


Muitas mulheres, após uma certa quantidade de filhos, optam pelo procedimento de laqueadura, que é um procedimento de esterilização definitiva da mulher que consiste em uma cirurgia simples, realizada por uma pequena incisão abdominal, que fecha as tubas uterinas impedindo a passagem do óvulo e do espermatozoide por meio do corte e amarração das duas extremidades das tubas uterinas.

Sendo assim, a mulher mesmo tendo relações sexuais sem o uso de preservativos, não conseguirá engravidar .

Após um certo período reacende o desejo da maternidade, ou pelo simples desejo de ter mais um bebê, até mesmo o surgimento de um novo parceiro e  a vontade de construir uma nova família

Nesse momento surge a pergunta: como posso engravidar tendo realizado a laqueadura?

Uma ótima alternativa para mulheres que desejam engravidar sem realizar a reversão da laqueadura é buscar tratamento através das técnicas da Reprodução Assistida. A Fertilização In Vitro (FIV), nesses casos é o tratamento mais indicado, sendo rápido e sem a necessidade de realizar uma nova cirurgia. A ovulação da mulher é induzida por medicamentos que farão com que os óvulos cresçam. Os óvulos maduros são coletados e encaminhados para o laboratório e fertilizados com os espermatozoides previamente selecionados. Após a fertilização, dois ou mais embriões são transferidos para o endométrio da paciente. Em condições ideais – mulheres até 35 anos, formação de bons embriões e padrão laboratorial de excelência – o índice de gravidez pode superar 60% por tentativa.

Etapas da Fertilização In Vitro (FIV)

Quais são as taxas de sucesso da Fertilização In Vitro (FIV)?



E se eu optar pela reversão da laqueadura, a chance de engravidar é maior?

Em muitos casos, as pacientes optam pela reversão da laqueadura. Porém, esse procedimento não é o mais indicado, isso porque, deve-se levar em consideração a idade da mulher. Após realizar a reversão da laqueadura, ou seja, religar as trompas, não necessariamente de imediato a mulher conseguirá engravidar, pode até mesmo levar anos. E um dos fatores que podem influenciar ainda mais a demora é a idade. Como a mulher já nasce com uma quantidade de óvulos limitada, ao longo da vida a reserva ovariana vai diminuindo, a partir dos 38 anos essa reserva já está mais baixa do que em mulheres com 35 anos. Antes de optar pela reversão da laqueadura, é necessário avaliar: idade da mulher, tempo de laqueadura, comprimento e vitalidade dos segmentos de trompas a ser unido, procedimento utilizado na realização da laqueadura tubária, quantidade de tecido de cicatrização na região da cirurgia e até a habilidade do microcirurgião.

A recuperação da fertilidade só será confirmada 30 dias após a operação, quando tiver ocorrido o ciclo menstrual completo. Apesar das chances de gravidez reduzirem até 20% após a reversão da laqueadura, as pacientes que passam pelo procedimento podem conseguir engravidar dentro do período de 12 meses. Vale ressaltar que não são todos os ginecologistas que realizam a reversão da laqueadura e que nem sempre isso é possível, por isso considera-se a laqueadura como sendo um método irreversível.

Existe alguma complicação após a reversão da laqueadura?

Após a reversão, o risco de gestação ectópica, que ocorre na própria trompa, aumenta cinco vezes, podendo chegar a 7%. Em alguns casos, porém, mesmo reconstituídas as trompas não recuperam sua função.

Gravidez ectópica - clínica sesma

Imagem ilustrativa de gravidez ectópica

Existe outro método seguro para não engravidar sem ser a laqueadura?

Sim. Atualmente existem outros métodos contraceptivos de maior duração como o DIU, em que uma vez colocado sua duração é de até 5 anos, tendo que ser renovado a cada período, é considerado o método contraceptivo mais seguro do que a própria pílula e não possui reações adversas. Converse com o seu Ginecologista antes de realizar qualquer procedimento definitivo.

Imagem ilustrativa - DIU - clínica sesma

Imagem Ilustrativa: DIU

A Clínica Sesma não realiza o procedimento de reversão da laqueadura.